O seu navegador não suporte javascript. Neste sítio poderá encontrar uma funcionalidade realizada através de javascript que permite apresentar mais informações relacionadas com o Enquadramento da Delegação.

Navegação rápida por teclas de atalho.

Há 3 teclas de atalho codificadas em todas as páginas, as quais permitem saltar directamente para um dos 3 elementos seguintes. Caso o elemento não exista na página a tecla de atalho não estará disponível.

Entrada Áreas de Actuação Produção Braille
Corpo da página (ALT + 2)

Recomendações

Transportes Públicos

Segundo o Relatório Mundial sobre a Deficiência da Organização Mundial de Saúde os transportes públicos possibilitam o acesso independente ao emprego, ensino, saúde e às atividades sociais e recreativas. Sem transportes acessíveis, é mais provável que as pessoas com deficiência sejam excluídas de serviços e do contacto social. As recomendações focam nas necessidades e aspirações dos clientes com deficiência visual, mas as soluções propostas aumentarão o conforto e segurança da maioria dos utentes dos transportes públicos e podem ajudar o operador a captar mais clientes. De facto uma aposta na acessibilidade é uma aposta no sucesso do negócio. Recomendações para a acessibilidade nos transportes públicos. Acessibilidade nos transportes públicos.

 

Acessibilidade de espaços e serviços público

Segundo os Censos 2011, mais de 900 mil pessoas têm dificuldade em ver. Potencialmente uma pessoa em cada dez que procura os serviços de uma loja, um banco ou um ginásio poderá ter dificuldade em identificar a entrada, orientar-se dentro do estabelecimento ou ler a informação escrita disponibilizada. Recomendações que demonstram como os vossos serviços e o vosso espaço se podem tornar mais inclusivos (doc. 632 Kb).

Como tornar a informação escrita acessível

Quando a vossa empresa ou o vosso serviço disponibiliza informação escrita para os clientes ou utentes é com a intenção de comunicar com eles. Se o cliente ou utente não conseguir ler o texto, este objectivo não é atingido. As nossas recomendações têm como objectivo contribuir para que os responsáveis pela imagem e comunicação de uma entidade possam chegar a todos os seus potenciais clientes e a todos os cidadãos. Muitas das recomendações apresentadas trarão benefícios para outros leitores que tenham dificuldade em ler ou entender textos com apresentações complexas. Recomendações para tornar a informação escrita acessível (doc. 3,05MB)

Como atender uma pessoa com deficiência visual

A qualidade do atendimento é um fator chave na imagem de uma organização, que tem impacto não só na fidelização dos clientes mas também na motivação e bem-estar dos funcionários. Contudo, não basta proceder a um atendimento dito prestável e simpático. É importante perceber as características de cada cliente, de forma a proporcionar um atendimento personalizado que responda às suas expetativas e necessidades. Este documento permite obter informação essencial no que respeita ao atendimento de clientes com deficiência visual, o que irá permitir colmatar eventuais lacunas na formação de colaboradores que estão em contacto com o público em geral. Recomendações sobre o atendimento a pessoas com deficiência visual.

Como tornar as suas apresentações (power points) acessíveis

A ACAPO reconhece e aceita que as apresentações em PowerPoint são um elemento constituinte dos congressos em geral e são uma mais-valia para grande parte das pessoas. No entanto, e como orador atento, deverá estar consciente que nem todos os participantes terão a mesma facilidade, ou mesmo a possibilidade, de ler a sua apresentação. Neste sentido, elaborou-se uma série de recomendações, que têm como objetivo aumentar o número de pessoas que conseguem tirar proveito da informação visual preparada pelos oradores. Directrizes para elaborar uma apresentação acessível.

Recomendações sobre design de produtos que podem ser utilizados por pessoas com deficiência visual

A ACAPO é contactada frequentemente por alunos que pretendem discutir um “produto para invisuais” que estão a conceber. São sempre boas e más notícias. Boas porque é bom saber que os alunos e as suas escolas se lembram das pessoas com deficiência visual e más porque revela lacunas nos seus conhecimentos. Sendo defensores do conceito de Design Inclusivo elaborámos um conjunto de informações e sugestões com o intuito de estimular a concepção de produtos para todos, que respondam às necessidades e expetativas das pessoas com deficiência visual. Acesso às recomendações sobre design de produtos que podem ser utilizados por pessoas com deficiência visual (doc. 369 KB).

Relatório sobre os testes aos pavimentos táteis de Vilamoura

Em 2011, na sequência do projeto de Requalificação da Baixa de Vilamoura, a ACAPO levantou algumas dúvidas relativamente ao sistema de pavimentos táteis aplicado. Uma vez que a empresa municipal Inframoura não mostrou abertura para conhecer e resolver os problemas diagnosticados, o Núcleo de Estudos e Investigação em Acessibilidade da ACAPO decidiu fazer um teste à utilização do referido sistema, com a participação de um grupo de utilizadores de bengala branca. O respetivo relatório foi enviado à Inframoura em Janeiro de 2013 e agora estamos a torna-lo público, na esperança de evitar o uso de sistemas imprópios no futuro em outros pontos do país. Acesso ao relatório sobre os teste aos pavimentos táteis de Vilamoura (pdf. 2,1 MB).

O uso de pavimento táctil na via pública

Apesar da legislação nacional contemplar algumas normas para o uso de pavimento táctil na via pública subsistem ainda algumas lacunas que impedem a uniformização dos materiais a utilizar. Neste contexto, a ACAPO através do documento O uso de pavimento táctil na via pública (doc. 1864KB) publica um conjunto de recomendações e soluções dirigidas aos projectistas.

Design de Sinalética

Através do documento Design de Sinalética (doc. 426KB) a ACAPO propõe a adopção de uma política de sinalética para todos.

 
Menu de informações úteis e pesquisa